IBGE: País evolui mais nos indicadores econômicos e sociais do que nos ambientais

O IBGE liberou hoje dados sobre os Indicadores de Desenvolvimento Sustentável 2008, um conjunto de 60 indicadores que “revelam em que ponto o Brasil está e para onde sua trajetória aponta no caminho rumo à sustentabilidade“. Em resumo:

[…] os Indicadores de Desenvolvimento Sustentável 2008 ( IDS 2008 ) mostram um país que, nos últimos anos, teve seus maiores avanços na economia. Nas questões sociais, apesar das melhorias verificadas, ainda persistem grandes passivos a serem sanados; enquanto em relação aos problemas ambientais há sinais contraditórios, com evolução em algumas áreas e retrocesso em outras. O diagnóstico dos 60 indicadores produzidos ou reunidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na terceira edição do IDS (as duas anteriores datam de 2002 e 2004) revela ganhos importantes, mas indica que ainda há uma longa estrada pela frente para o Brasil atingir o ideal previsto em 1987 pela Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento (Comissão Brundtland): um desenvolvimento que atenda às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem as suas próprias necessidades.

Eu não vou falar mais porque o pessoal do IBGE já falou, e bem falado. Vá lá ver!

Comments (3)

A sucessão de Marina Silva no Ministério do Meio Ambiente

Como vocês sabem, a senadora Marina Silva não é mais ministra do Meio Ambiente, pasta agora ocupada pelo deputado estadual do Rio de Janeiro, Carlos Minc. Marina retomou ontem suas atividades no Senado, que tinham sido interrompidas em 2003, quando ela assumiu o ministério.

Marina Silva retoma suas atividadas no Senado Federa.

Os motivos alegados em sua carta ao presidente são as “crescentes resistências encontradas por nossa equipe junto a setores importantes do governo e da sociedade”. De fato, Marina foi uma guerreira. A Agência Brasil preparou um infográfico com sua biografia e os projetos que ela conseguiu aprovar desde 2003.

Carlos Minc foi líder de movimento estudantil e guerrilheiro na época da ditadura. Geógrafo, com mestrado em Planejamento Urbano e Regional, e doutorado em Economia do Desenvolvimento [wikipédia], entrou na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro onde conseguiu apelidos de “ecochato” e “xiita verde“. Sentiram-se representados? Esta matéria do O Globo afirma que, com esse passo, Minc passou “de estiligue para vidraça”, em referência aos curiosos protestos que organizava.

Em entrevista à Agência Brasil [mp4], Carlos Minc afirma que irá dar continuidade aos programas iniciados por Marina Silva, incluindo as recentes operações Arco de Fogo e Arco Verde, que representam grandes avanços na política de preservação e sustentabilidade da Amazônia.

Para saber mais sobre Minc, visite sua página pessoal.

Deixe um comentário

Atlas da Mata Atlântica

Já falamos aqui sobre os sistemas de informação geográficos, e sobre a ajuda que eles dão às causas ambientais. E já que estamos falando de mata atlântica, convem informar que a SOSMA disponibiliza online o Atlas da Mata Atlântica, com várias informações a respeito deste bioma, como:

  • Áreas de mata, mangue e restinga. Assim como decremento delas.
  • Fotos.
  • Projetos do ClickArvore.
  • Áreas Prioritárias.
  • Unidades de conservação.
  • Entre outras coisas…

Vale a pena ir dar uma olhada.

Deixe um comentário

Desmatamento da Mata Atlântica também avança.

Notícia veiculada pela Rede de ONGs da Mata Atlântica, com dados da Fundação SOS Mata Atlântica e do INPE, informa que o desmatamento da mata atlântica voltou a crescer no período de 2005 a 2007. Desta vez, o estado campeão da destruição é Santa Catarina, onde estão as 3 cidades líderes do ranking, que desmataram o equivalente a 34km².

Comparando com os 1.123km² subtraídos da Amazônia, parece pouco. Porém, dado que restam pouco mais de 7% desta vegetação, o fato é alarmante. Leia o resto deste post »

Comments (1)

Desmatamento da Amazônia em Abril: menos 1.123km2 de florestas

Saíram ontem os dados do INPE sobre o desmatamento da Amazônia, atualizados até Abril de 2008. O Insituto nos dá o seguinte relatório:

De acordo com o sistema DETER – Detecção do Desmatamento em Tempo Real, 1.123 km2 da Floresta Amazônica sofreram corte raso ou degradação progressiva durante o último mês de abril. O número foi apresentado na tarde desta segunda-feira (2/6) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) durante coletiva à imprensa na sede do órgão, vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, em São José dos Campos (SP). Confira neste link a nota técnica com todos os dados. Leia o resto deste post »

Comments (1)

Cobertura da mídia sobre o transporte urbano II

Júnior deu a dica no post anterior, e eu fui atrás. Encontrei uma entrevista que rolou no Entre Aspas, na Globo News, sobre o assunto.

O debate ultrapassa o “meu Deus, São Paulo vai parar”, e fala de problemas relacionados ao transporte regional e soluções que estão aparecendo nas cidades pequenas e médias. Além disso, discute-se sistemas de tráfego sensível à demanda, pedágio urbano e renovação da frota.

A quem interessa, eis o link.

Deixe um comentário

Cobertura da mídia sobre o transporte urbano

Um dos maiores desafios à sustentabilidade está no setor de transporte, e grande parte deste problema está nas cidades. A emissão de gases poluentes locais degrada a saúde dos cidadãos, enquanto os gases de efeito estufa agravam o problema do aquecimento global. Acidentes de trânsito. Engarrafamentos. Barulho. É cansativo, e quem vive em cidade sabe bem disso.

Com relação a isso, é interessante notar a crescente cobertura da mídia sobre esses problemas. Na semana de 12 a 16 de Maio, o Jornal Nacional apresentou uma série de reportagens sobre o caos do trânsito em São Paulo. Os vídeos estão disponíveis online, no globo.com. Agora, o portal UOL está com o Especial Trânsito no ar, com várias matérias novas, todo dia, sobre o assunto.

Vale a pena conferir. Quem tiver mais dicas, deixa nos comentários.

Comments (1)

Older Posts »
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.